sex geschichten - sex geschichten - sex stories - sex stories - xnxx - xnxx - xnxx - xnxx - porno - xhamster - xhamster - hd porno - hd sex - xvideos - xvideos - sex videos - xvideos - brazzers - sex geschichten - pornhub - redtube - sex geschichten - sex stories - xhamster - xnxx - xvideos - youporn - brazzers - brazzers - porno - porno - brazzers - youporn - brazzers - hd porno - xhamster - xnxx - xvideos - youporn - porno - xhamster - xnxx - xnxx - xnxx - xnxx - xvideos - youporn

Eduardo Girão lembra os 150 anos de morte de Allan Kardec em sessão especial no Senado

A pedido do senador Eduardo Girão, o Senado Federal realizou sessão especial, nesta segunda-feira (13/05), para lembrar os 150 anos da morte de Allan Kardec, propagador da doutrina do espiritismo. Escritor e educador, o francês Hippolyte Léon Denizard Rivail nasceu numa família de orientação católica com tradição na magistratura e na advocacia e faleceu em Paris, em 31 de março de 1869, aos 64 anos. Ele adotou o pseudônimo Allan Kardec em seu trabalho de codificação da doutrina espírita.

Autor do requerimento para a homenagem, o senador Eduardo Girão chamou a atenção para a importância de Kardec, ressaltando que em várias publicações, principalmente em O Livro dos Espíritos e O Evangelho Segundo o Espiritismo, ele “revelou conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do universo, dos homens, dos espíritos e das leis que regem a vida”. O senador disse que teve o primeiro contato com a doutrina após ser acometido por síndrome do pânico, há cerca de 20 anos.

“Para mim é muito especial falar de Allan Kardec, falar do espiritismo, porque a minha vida foi transformada nesta existência pela doutrina espírita”, disse o senador. Girão disse ainda que a doutrina espírita, associada a políticas públicas, pode contribuir para dar um sentido às vidas das pessoas, ajudando a melhorar suas vidas e inclusive evitar o suicídio.

(com informações da Agência Senado)

foto: Luiz Wolff

Compartilhe esse post nas redes sociais!

Veja Também