Em audiência na CDH, Styvenson fala sobre as dificuldades para o ingresso na vida política

O senador Styvenson Valentim, do Podemos do Rio Grande do Norte, participou, na manhã desta terça-feira (16/04), de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) com o tema “Os desafios para a representatividade da sociedade na política”. A reunião foi presidida pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN), porque o presidente do colegiado e autor do requerimento da audiência, senador Paulo Paim (PT-RS), está em licença médica.

Durante a audiência, o senador Styvenson defendeu as mulheres e as crianças, lamentando o fato de que muitas letras de música denigrem a imagem dessas pessoas. Segundo o parlamentar, por se tratar de assunto delicado, quem tenta agir corretamente vive com medo até mesmo de fazer uso da palavra.

“Sou totalmente a favor de que as pessoas se divirtam, mas com responsabilidade, e esta responsabilidade começa com o respeito”, disse o senador do Podemos.

Styvenson Valentim falou ainda sobre as dificuldades que enfrentou para conseguir se enquadrar na política. Favorável a candidaturas avulsas, ou seja, sem ligação a partidos, o senador questionou qual tipo de democracia é exercida no Brasil, já que a maioria das pessoas não tem liberdade de escolhas.

“Eu estou aqui para falar a realidade, mas não para desestimular. Então, digo aos jovens que busquem a política, para que possamos quebrar a hegemonia familiar, oligárquica e coronelista que ainda existe no Brasil, a fim de aperfeiçoarmos nossa democracia”, completou o senador.

Compartilhe esse post nas redes sociais!

Veja Também