Votei contra meu próprio projeto

  • Roberto de Lucena

A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada o projeto de lei n. 10.887/2018, que fez uma releitura da Lei de Improbidade Administrativa (Lei n. 8.429/92).

Desde então, todos os dias o questionamento que mais tenho recebido é porque votei contra o meu próprio projeto.

Ocorre que, votei contra o substitutivo apresentado pelo relator do projeto, o deputado Carlos Zarattini (PT-SP) que, apesar de melhorar o texto em alguns pontos, descaracterizou o projeto inicial flexibilizando a lei de improbidade, que é um dos principais eixos da legislação de combate à corrupção.

A proposta de minha autoria que tinha como objetivo separar o joio do trigo foi o resultado de um trabalho sério coordenado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Mauro Campbell Marques; de juristas; do Ministério Público; e de técnicos e especialistas no tema. O substitutivo prestou-se a ser um cavalo de Tróia para inserir no texto o atendimento a interesses injustificáveis.

O PL desfigurado aprovado através do substitutivo pela Câmara dos Deputados encurtou os prazos de prescrições, permitiu que partidos políticos pudessem ficar isentos de qualquer responsabilidade devido atos de improbidade, definiu que o prazo de investigação de atos de improbidade passe a acontecer em no máximo 1 ano e que penalidades aplicadas só poderão ser executadas após trânsito em julgado da sentença, o que proporciona uma quebra na legislação anticorrupção no Brasil.

Na história da Câmara dos Deputados, apenas dois parlamentares votaram contra seus próprios projetos. No ano de 2006, o então deputado federal Jair Messias Bolsonaro votou contra um PL de sua própria autoria que estabelecia cotas para afrodescendentes na Câmara e no Senado.

À época, Bolsonaro disse que mesmo sendo autor da proposta, votaria contra por coerência. Agora, 15 anos após o fato, sou eu o segundo parlamentar na história da Câmara a votar contra o próprio projeto e a resposta para o questionamento é que eu estou preso à minha coerência, eu sou refém da minha luta em defesa da vida, da família, da justiça social e do combate à corrupção.

Resta-me lutar, com o apoio do Podemos, para que o Senado Federal corrija essas distorções e recupere o espírito da proposta.

Curta nossa página no Facebook e
fique por dentro das novidades do PODEMOS

Facebook

Você pode nos acompanhar de pertinho.
Siga agora o PODEMOS no Instagram.

Instagram

Quer ficar por dentro de todos os nossos vídeos?
Inscreva-se agora em nosso YouTube.

YouTube

Assine agora o PODEMOS no WhatsApp
e receba em tempo real todas nossas
atualizações no seu smartphone.

WhatsApp

Siga-nos no Twitter e acompanhe de perto
nossos posicionamentos.
Juntos PODEMOS.

Twitter

Receba o nosso informativo e fique por dentro

Assine para receber nossas novidades em tempo real.

Escaneie e fale com a gente pelo whatsapp

POR E-MAIL

Juntos e informados
podemos mudar o Brasil!

Receba o nosso informativo e fique por dentro

Assine para receber nossas novidades em tempo real.

Juntos e informados
podemos mudar o Brasil!

POR E-MAIL

Receba o nosso informativo e fique por dentro

Assine para receber nossas novidades em tempo real.

Juntos e informados
podemos mudar o Brasil!

POR E-MAIL POR WHATSAPP

Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades do PODEMOS.

Facebook

Quer ficar por dentro de todos os nossos vídeos, inscreva-se agora na nossa plataforma no YouTube

YouTube

Assine agora o PODEMOS no WhatsApp e receba em tempo real todas nossas atualizações no seu smartphone.

WhatsApp

Você pode nos acompanhar de pertinho. Siga agora o PODEMOS no Instagram.

Instagram

Siga-nos no Twitter e acompanhe de perto nossos posicionamentos. Juntos PODEMOS.

Twitter

QUEM SOMOS

História
Em 4 Anos
Estatuto
Lideranças
Pelo Brasil
Fundação

ACREDITAMOS

+ Transparência
+ Participação
+ Democracia
Seja Filiado

ACOMPANHE

Notícias
Artigos
Informes
Resoluções
Revista Câmara
App Podemos

ELEIÇÕES

2020
2018
Candidaturas
Downloads

ATENDIMENTO

(11) 91339-5577
Envie um E-mail
Nossa Ouvidoria
App Podemos


#JuntosPodemos